Montevidéu: Passeios que valem a pena conhecer #3

Hoje vou compartilhar os passeios que mais gostei de fazer em Montevidéu. No último post sobre a cidade comentei sobre o Centro da cidade e alguns lugares para conhecer, também comentei porque não gostei muito.

Montevidéu é uma cidade pequena, mas mesmo assim para fazer um passeio que se localiza longe do centro é preciso caminhar muito, mas muito mesmo ou utilizar o ônibus, uma vez que a cidade não possui metrô.

Eu cheguei a caminhar mais de 5km, a ponto de não conseguir mexer a minha perna no fim do dia. O que eu fiz um dia para ir num passeio mais distante, foi ir de Uber até o local e depois voltar a pé, foi bem cansativo, mas valeu a pena. Abaixo, descrevo os locais que mais gostei de conhecer em Montevidéu:

Palácio Legislativo

É uma das construções mais lindas da cidade. Levou em torno de 17 anos para ser construído e hoje é possível fazer visitas guiadas e em português. Não tive a oportunidade de conhecer por dentro, mas dizem que é lindíssimo, com uma linda e rica arquitetura.

Parque do Prado

É um parque bem bacana, não é muito turístico, seria mais um parque para as pessoas locais irem se descontrair. Achei bonito, mas não me entenda mal, temos vários parque parecidos aqui na minha cidade. Mas mesmo assim, valeu a pena conhecer. O Parque do Prado é uma área bem grande que abriga o Jardim Botânico e o Rosedal. Só conheci a parte do Rosedal, que foi um pouco decepcionante, pois, como estamos no inverno, tinha praticamente 0 flores no parque. Mas dizem que na primavera fica lindíssimo.

Ramblas – Letreiro e Porto

Esse com certeza foi meu local favorito de se conhecer. As ramblas são locais para se caminhar a beira do Rio de la Plata, são separadas por nome de acordo com o bairro, não lembro de todas. As de Punta Carretas e Pocitos foram as que mais gostei. Na rambla de Pocitos fica o letreiro de Montevidéu, lugar bem bacana para tirar foto e também o porto, que eu adorei conhecer. Acho bem legal, além de ser super fotogênico.

Para concluir, esses foram os locais que mais gostei de conhecer. Falando um pouco sobre a comida local e mercado. Achei tudo muito caro, uma Ceaser Salad que comi um dia, ficou em R$50 reais e no supermercado era tudo bem caro também, uma garrafa de gatorade por exemplo, custava quase 8 reais. Uma caixa de bombom da Nestlé, custava mais de R$15 reais. Dizem que a carne é muito famosa por lá, mas como não como carne, não experimentei nenhum prato para ver se era bom mesmo. Quando eu viajo, não costumo ligar muito para a gastronomia local, pois sou o tipo de pessoa que come o básico e não gosto de me aventurar em pratos diferentes, fora que prefiro economizar nisso e aproveitar outros passeios, e investir em comidas do mercado mesmo.

E aí, se interessou por algum desses passeios em Montevidéu? Deixem nos comentários!

 

 

Montevidéu – Centro e lugares gratuitos para conhecer #2

Montevidéu, não é uma cidade muito grande. Dois dias inteiros é mais do que suficiente para conhecer a cidade inteira sossegadamente. Um dia você pode conhecer os lugares que são mais distantes do centro e um outro dia você pode conhecer o Centro e a Ciudad Vieja.

Observatório (Mirador)

Dá para fazer tudo a pé, aqui vamos conhecer toda a parte histórica de Montevidéu e ainda poderemos ver prédios antigos que são legais de tirar foto.

Iniciei meu passeio na famosa avenida 18 de Julho. Percorrendo ela, a pé mesmo, você vai conhecer os principais pontos turísticos e museus. Para ter uma visão legal da cidade, subi no prédio da prefeitura, numa espécia de observatório. Eles chamam de mirador. Lá é possível ver todos os lados da cidade. O mais interessante é que é gratuito \o/.

Fonte dos Cadeados

Também no centro da cidade, passei por uma fonte de cadeados bem legal, a lá Paris, onde pessoas apaixonadas colocam um cadeado e juram amor eterno, sou bem cética quanta à essas coisas.

Mercado de los Artesanos

É um mercado bem legal, onde é possível comprar lembrancinhas, é possível encontrar preços bem em conta e preços um pouco mais salgados. Comprei um kit de sabonete artesanal para minha mãe por apenas R$10 reais.

Palácio Salvo

É uma construção antiga muito bonita, que fica numa praça chamada Plaza Independencia. Na praça, além do Palácio, encontramos um portal que dá entrada a chamada Cidade Velha, que é apenas um fragmento do que sobrou de antigamente. Há muitos e muitos anos, a Cidade Velha era fechada por muralhas, que representavam o domínio militar, político e econômico do Império Espanhol. Depois da Independência do Uruguai, as muralhas foram demolidas.

Portal da Cidadela

Como eu disse lá no início, se continuar descendo a avenida 18 de julho, vamos chegar a Plaza Independencia. Na Plaza, podemos cruzar o Portal da Cidadela e continuar nosso caminho. Nesse percurso há alguns museus, que não tive a oportunidade de conhecer como Museo de la Casa de Gobierno, cuja entrada é gratuita e Museu Torres Garcia.

Continuando o caminho pelo Portal da Cidadela, chegaremos a Plaza Contitución, onde tem a Catedral de Montevidéu e uma feira. Como cheguei muito cedo por lá, a feira não tinha iniciado ainda.

Minhas Impressões

Gostei da facilidade para conhecer os pontos turísticos que tem no Centro de Montevidéu, devido ser possível fazer tudo a pé e ter vários lugares gratuitos e uns museus bem legais. Particularmente não curti muito, primeiro me senti bastante insegura andando sozinha por lá, principalmente na altura da Cidade Velha. Talvez fosse apenas paranoia minha, mas eu jurava que tinha um garoto me seguindo.

Segundo, apesar de ser possível admirar os prédios antigos, como o Palácio Salvo e o Teatro Solis, achei o lugar um pouco feio, principalmente as ruas paralelas à avenida principal ou após passar pelo Portal da Cidadela.

Uma coisa legal, foi a feira na Plaza Contitución. Quando passei por lá, estavam colocando as barracas ainda, mas acredito que seja um lugar bacana para encontrar artesanato local. Meus lugares favoritos desse dia, foi o observatório (ou mirador) da prefeitura e o prédio do Palácio Salvo.

PS: Tirei as fotos com o celular, pois fiquei com medo de usar minha câmera no centro, então a qualidade não está tão boa!

É isso, vocês curtem lugares assim? Deixem nos comentários!

 

Montevidéu – Chegada e Primeiras Impressões #1

Semana passada fui visitar uma amiga que mora em Montevidéu e aproveitei para conhecer a cidade de Montevidéu e Punta Del Este. Vou compartilhar minhas experiências e dicas por aqui. Para o post não ficar grande e cansativo de ler, vou dividir em uma série de posts. Hoje vou falar da minha chegada e primeiras impressões.

Imigração

Peguei um voo de Guarulhos a Montevidéu numa sexta a noite, o voo levou apenas 2 horas e 20 minutos para chegar no Uruguai. Para passar na imigração é muito simples, principalmente se você estiver com o passaporte.
Eles leem todas as suas informações ao colocar o passaporte numa máquina de leitura, que também confirma através do seu rosto (como numa foto) se você é você mesmo haha.
A pessoa na imigração também pode pedir para você confirmar seus dados através da digital. Em menos de 2 minutos já estava saindo da imigração.

Aeroporto

O Aeroporto Internacional de Carrasco é bem pequeno mesmo, possui um design futurista e é bonito. Só tem uma saída, então após pegar a bagagem, não tem erro para sair do aeroporto.

Chegando em Montevidéu

Como o aeroporto fica há uns 20km da cidade, precisamos fazer uma pequena viagem de carro que durou em torno de 40 minutos até o centro da cidade.

Quando chegamos pela cidade, passamos por uma avenida que tem o Rio De La Plata à esquerda, que parece uma praia e perdemos de vista a extensão, e do lado direito, passamos pelos bairros mais bonitos da cidade, sendo eles, Carrasco e Pocitos.

Tive a oportunidade de circular pelos bairros nos outros dias e realmente é muito bonito, tendo até um hotel com Cassino, tipo Las Vegas haha. Continuando pela avenida, chegamos no centro da cidade, que é onde fiquei hospedada na casa da minha amiga. Particularmente não gostei do centro, detalharei mais nos próximos posts. Fiquem ligados!

Para concluir, o que posso dizer sobre as primeiras impressões que tive ao chegar, é que Montevidéu é uma cidade muito pequena, o Uruguai em si é muito pequeno, possuindo uma população total de 3,4 milhões de pessoas.

Montevidéu, assim como toda cidade é dividido em bairros mais pobres e bairros mais ricos, além de possuir um lado da cidade que tem prédios mais antigos e prédios novos e modernos.

Eu sempre fui muito fã de construções antigas, um dos motivos pelo qual me apaixonei por Londres, mas particularmente não gostei dos prédios de Montevidéu, achei meio sujo e me senti bastante insegura andando pelo centro sozinha. Como vocês podem ver pela foto acima, é tudo muito cinza.

E aí, vocês tem vontade de conhecer Montevidéu? Deixem nos comentários!