Resenha: A Herdeira – Kiera Cass

3181db6f0d9fd991024420b24b9d8300

O livro A Herdeira é o quarto livro da série de livros “A Seleção”. E se trata da história da filha de America e Maxon. Segue a sinopse!

“A Princesa Eadlyn cresceu ouvindo histórias sobre como seus pais se conheceram, 20 anos atrás. America Singer participou da seleção e ganhou o coração do Príncipe Maxon e eles viveram felizes para sempre. Eadlyn sempre achou a história deles bastante romântica, como um conto de fadas. Mas ela não tem intenção de repetir a mesma história. Se dependesse dela, ela adiaria o casamento o máximo que ela pudesse.

Mas a vida da princesa não é só dela e Eadlyn não pode escapar de uma seleção planejada para ela, não importa o quanto ela proteste.

Eadlyn não espera que a história dela, termine em romance, como a do seus pais. Mas a competição se inicia, e um dos selecionados pode ter conquistado o coração dela, mostrando todas as possibilidades que existem a frente para ela e provando que ela pode sim, achar o feliz para sempre dela.”

PicMonkey Collage1

No início, Eadlyn demonstra ser extremamente mimada e egoísta, mas enquanto America não sabia o que queria e vivia na indecisão (o que me irritava completamente), Eadlyn sabe o que quer e não se desculpa por nada. Logo no início da seleção, ela já manda de cara, 11 garotos embora sem nenhuma hesitação ou simpatia. A diferença entre America e Eadlyn são grandes, como quando ela fala para Eadlyn “Eadlyn, querida, queremos que você seja a melhor rainha que você pode ser, só isso”, é quase como se eles duvidassem que ela pudesse governar sozinha, sem um homem do lado. Eadlyn responde “Eu irei e eu certamente não preciso de um garoto para me mostrar isso”. Sensacional né? Adorei essa atitude dela, bem diferente da mãe dela.

Agora falando um pouco do romance, temos Kile, que vive no palácio, é um arquiteto e ele não vê a hora de poder sair de lá. Kile e Eadlyn se conhecem desde crianças, mas nunca conversaram realmente, mas do nada eles se conectam e se tornam “amigos com benefícios” sem compromisso, pois ela não quer casar e ele quer ir embora. Eu gostei muito dele, mas achei que tudo aconteceu muito rápido, eles começaram a se pegar tipo…do nada. Mas podemos ver no decorrer do livro que Eadlyn está um pouco em negação, acho que ambos estão, embora haja um sentimento entre eles. Tirando Kile eu realmente não gostei de nenhum garoto da seleção, eles eram tão desinteressantes que eu sempre esquecia quem era quem. Enfim, ansiosa pela continuação.

E aí, vocês gostam dos livros da Seleção? Qual é o seu favorito? Deixem nos comentários! Eu adoraria saber.

24 comentários em “Resenha: A Herdeira – Kiera Cass

  1. Olá Lilian!
    Acredita que eu me decepcionei com “A Herdeira”? Eu amo a trilogia A Seleção, porém esse especificamente foi um balde de água fria. Eadlyn não me agradou e até Maxon e America parecem diferentes… Não me envolvi e fiquei com raiva do rumo da história. Não conseguia visualizar o Maxon querendo ‘distrair’ o povo como o pai dele fazia. America aceitando a nova Seleção de bom grado… ok, o final me deixou um pouco curiosa, mas não quero ler. Só vou procurar saber o que aconteceu com a America e ponto. Não quero me decepcionar mais, sinto que Kiera Cass não soube a hora de parar uma história maravilhosa.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    View Comment
    1. Oi Alessandra!
      Agora que você comentou, sabe que achei o Maxon e a America diferentes também? É estranho ver eles bem mais velhos, acredito que. Realmente ela poderia ter parado a história com eles.
      Eu gostei bastante da Eadlyn e da história dela, mas confesso que as partes que eles discutiam sobre o país era um pé no saco para mim hahahhaa. E os garotos, achei todos sem graça.

      Beijos

      View Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.